Vozes Sem Terra -> Imagens & Vozes -> Categorias por mídia -> História: Marchas, marcos …

English | Português

As Imagens e as Vozes da Despossessão: A Luta pela Terra e a Cultura Emergente do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra)

Língua:

Português (change language to English)

Esta página:

Categorias culturais por tipo de mídia: A especificidade da expressão cultural dos Sem Terra por mídia.

Categoria cultural:

 História: Marchas, marcos, congressos

  7 recursos

Tipo de mídia:

 Composições das crianças

AnteriorAnterior    recurso: 5 de 7    Seguinte

Este recurso se encontra também em:

Composições das crianças

Autor:

Olair Nunes dos Santos
(Escola Estadual Nova Sociedade, Assentamento Itapuí, Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul.) Reproduzida com a permissão do MST São Paulo

Título:

15 anos de MST
(A criança narra a história do MST desde a sua formalização no Paraná. Personificação do MST numa narrativa de primeira pessoa. )

Fui planejado no Sul, no útero de muitos pensadores e necessitados.
Tive muito tempo no ventre sendo discutido e bem avaliado, discutiam meu nome, nasci com várias religiões e também diversas tendências políticas.
Qual seria a minha cor?
Afinal, nasci em janeiro de 1984 em Cascavel , Paraná. Tive 16 padrinhos e me deram o nome de MST. Isto aconteceu de 21 a 24 de janeiro. No entanto, fui registrado somente em 1985 com I 500 testemunhas, me deram um lema: sem terra não há democracia. Hoje, tenho vários nomes, sou brasileiro, sou conhecido no mundo inteiro, com minha cor vermelha empunhando a foice e o facão, estou nos latifúndios , nas ruas, nas praças e nas palhoças.
Fui judiado, pisado, baleado, chorei muitas vezes, enxuguei sangue e lágrimas, sorri, cantei, gritei, lutei para me defender, já falei muito, eduquei, alimentei, produzi, cresci em cada canto do continente e gritei:
MST: a luta é pra valer!
Quase morri, tenho filhos, pai e mãe, milhões me adotaram, criei resistência. Aos poucos estava nos jornais, televisão, rádio, enfim, de boca em boca de milhões de mulheres, homens e crianças. Até a juventude com sua força e garra.
Neste momento tão importante de minha existência convido todos a festejar neste campo vasto de terra devolutas, latifúndios enormes, os verdes campos abertos, solos ricos, para festejar os meus 15 anos de lutas e conquistas juntamos todos do campo e da cidade num abraço fraterno.
Com um Brasil para todos, com a terra repartida.

Reforma Agrária já!

Composições das crianças : Organizado por Else R P Vieira. Tradução © Thomas Burns.

Data:

novembro de 2002

Recurso ID:

YEARSOFM623

Desenhos das crianças
Apresentados em 3 concursos nacionais. O Brasil que queremos ter: seus projetos de vida advindos de sua xperiência de despossessão e de uma vida contingente; Brasil, quantos anos você tem: a revisão, pelas crianças, da historiografia oficial; Feliz Aniversário MST!: o impacto do Movimento sobre suas vidas.

Else R. P. Vieira

Veja também: As composições e poemas dos sem-terrinha: a história em revisão

		À Universidade da página bem-vinda de Nottingham

Vozes Sem Terra, site hospedado pela
School of Languages, Linguistics and Film
Queen Mary University Of London, Grã-Bretanha

Coordenadora do Projeto e Organizadora do Arquivo: Else R P Vieira
Produtor do Web site: John Walsh
Arquivo criado em janeiro de 2003
Última atualização: 07 / 05 / 2016

www.landless-voices.org